BADEL BLOCK

Projeto: Concurso de Reabilitação Urbana

Localização: Zagreb, Croácial

Data: 2012

Cliente: Câmara Municipal de Zagreb

Área Projecto: 65.000m²

Fotografia: Estúdio AMATAM

.

O conceito urbano proposto para a intervenção neste quarteirão localizado na parte Este da cidade de Zagreb, denominado de Badel, é composto por duas estratégias: a primeira consiste na preservação das qualidades intrínsecas existentes – a definição clara de um perfil de rua que permite criar uma fronteira de privacidade para o interior do quarteirão; e a segunda estratégia procura criar pontos de acesso ao interior desta estrutura urbana, que se relacionam com uma estratégia de densificação do interior através da colocação estratégica de edifícios de menor dimensão na implantação em relação aos existentes, dispostos de forma aparentemente desorganizada com diferentes altimetrias, criando assim um ambiente de rua inesperado para o pedestre e criando ícones de referência no perfil urbano da cidade, inexistentes.

Sobrepondo a estratégia definida sobre o reconhecimento das qualidades arquitectónicas dos edifícios existentes no lugar (a fachada do edifício da empresa Gorica, a antiga destilaria, e uma fachada classificada), resulta que no lugar dos restantes edifícios devolutos, surjam novos edifícios que irão colmatar o desenho da periferia do quarteirão, definindo um envelope coeso, enquanto por outro lado são propostos no interior do quarteirão novos blocos de uso-misto no lugar das antigas ruínas industriais, de modo a constituir-se um espaço público de excelência como centralidade da intervenção.

O edifício da antiga Destilaria e a sua área envolvente afirmam-se como âncora principal do projecto. Como local de interesse estratégico para a cidade, é importante fazer realçar a sua presença para o exterior do quarteirão urbano. O modo proposto para alcançar esse objetivo e criar simultaneamente uma escala de intimidade passa pela subtração de volume ao longo da fachada contínua que define a fronteira deste quarteirão para o exterior, criando assim aberturas estrategicamente definidas que criam contextos visuais que se relacionam com o edifício da Destilaria, agora reprogramado como novo Museu de Arte Urbana (MUUA), novas ligações, até agora não existentes, com o mercado de rua vizinho e os eixos estruturais urbanos envolventes, e permitindo também a entrada de luz para o interior deste espaço que se encontrava demasiado enclausurado.

Estes novos eixos visuais criam expectativas, e acima de tudo curiosidade nas pessoas que circundam em torno desta estrutura urbana. Lançamos assim, através da manipulação das formas e dos vazios do espaço, um convite que pretende atrair as pessoas ao interior deste renovado quarteirão, levando-as a descobrir uma nova parcela da cidade de Zagreb.

De um modo sucinto, a nossa estratégia pretende, ao contrário do que pode parecer, desbloquear o acesso ao interior do quarteirão, apesar de definirmos claramente os seus limites físicos.

Reinventar o interior deste quarteirão requer a consciência que é necessário dar a primazia do usufruto do espaço público às pessoas. Permitir o acesso pedonal a todos os espaços, restringindo de modo geral a circulação automóvel no interior do quarteirão, é a chave para promover uma maior interacção social e mais sustentável. Criar diferentes programas para espaços públicos com extrema identidade, tais como o desenho gráfico do revestimento de um dos eixos pedonais mais relevantes, permite criar uma atmosfera urbana única que estimula a criatividade e a iniciativa, que se podem revelar através de actividades ao ar-livre a terem lugar nas diferentes praças propostas, nas quais se pretende dar ênfase ao movimento de arte urbana, preconizado no novo Museu.

Share
more info / saiba mais 
result / resultado:
Last Round Selection | Projecto Finalista
category / categoria: