GINÁSIO KALORIAS | VESTIÁRIOS PRINCIPAIS

Projeto: Remodelação dos vestiários principais do Health Club Kalorias L.A.V.

Localização: Linda-a-Velha, Oeiras, Portugal

Data: 2012 – Desenvolvimento de obra

Cliente: Salgado e Vaz, Lda.

Área Projecto: 300m²

Fotografia: Estúdio AMATAM

.

O grupo Kalorias Fitness Club é uma empresa no ramo do Health & Fitness, cuja expansão para a área metropolitana de Lisboa resulta numa estratégia de aquisição de imóveis existentes, e posterior remodelação com base nos princípios que pautam a ideologia da marca. Fomos gentilmente convidados a visitar a sua primeira unidade adquirida na área de Lisboa e logo nos identificámos com a estratégia apresentada, o desenvolvimento de um projeto com a ambição e a intenção de criar um clube com uma ambiência única, nunca antes vista em nenhum outro Health Club em Portugal.

Este equipamento, localizado em Linda-a-Velha, nos arredores de Lisboa, tem uma importância marcante na história do Fitness em Portugal. Em 1998 era a maior unidade dedicada ao Fitness, no entanto o passar dos anos traduziu-se numa degradação contínua deste mega- estrutura de lazer, cuja falta de investimento na sua manutenção, resultou na redução do nível de qualidade que caracteriza esta instalação no tempo presente. Situação esta, desadequada para este cluster de atividade.

Sendo este um edifício com dimensões significativas, 153 metros de comprimento por 32 metros de largura, desenvolvendo-se em dois pisos, houve a necessidade de planear a intervenção por sectores de prioridade, a fim de manter a unidade em funcionamento contínuo. Os balneários dedicados ao fitness foram os primeiros a sofrer intervenção e a ficarem concluídos, cujo resultado apresentamos.

Em primeira instância, é importante entender o contexto e os pressupostos por detrás do projeto. Para o cliente esta renovação deveria traduzir sentimentos relacionados com glamour, elegância, conforto e requinte. Mas, e acima de tudo, deveria conseguir desmistificar a imagem dos tradicionais Health Clubs em Portugal, introduzindo a presença de elementos decorativos da cultura portuguesa que refletissem as raízes da marca Kalorias.

Este desafio levou-nos num caminho de procura de materiais e iconografias que pudessem ser transformadas em ideias para a criação de uma estética única para este tipo de instalações. A inspiração adveio dos ambientes barrocos portugueses, onde eram utilizados muitas vezes elementos exuberantemente trabalhados em talha dourada e madeira; dos azulejos tradicionais portugueses presentes na maioria dos monumentos e edifícios históricos, tanto no interior como no exterior; da simples e quotidiana cortiça, material transversal à tradição artística portuguesa, com uma textura, cor e qualidades físicas únicas; e por último, mas de extrema importância, a poesia, cujas criações dos nossos escritores, de tanto motivacionais e inspiradores de vida que são, podem ser usadas ​​para potenciar a melhoria do desempenho de cada um de nós. Todos estes elementos foram combinados e reinterpretados numa particular e nova linguagem arquitetónica.

Tratando-se de um projeto de renovação de uma estrutura existente, era importante definir e clarificar programaticamente as diferentes funções em uso nos vestiários. A entrada conduz a um corredor que estrutura o espaço em duas zonas, de um lado as áreas de vestir e banhos, de outro as instalações sanitárias. Os vestiários em si estão divididos em duas zonas distintas, separados por uma parede técnica onde estão instalados os lavatórios e outros apoios. Por sua vez, cada área de vestir é subdividida pela distribuição dos cacifos, fragmentando o espaço em pequenas salas, criando um ambiente mais confortável e requintado, com uma escala mais humana. Para enfatizar este sentimento de sala de estar, as alturas do teto foram manipuladas, transformando os volumes espaciais em zonas distintas, de circulação e de vestir. Na continuidade da circulação das áreas de vestir foram colocados os chuveiros, separando assim, as zonas húmidas das zonas secas. Ao nível da linguagem estética, o maior destaque recaiu nas áreas de permanência, criando um ambiente mais luxuoso e distinto. O uso cuidado dos materiais visa criar uma envolvência requintada, com texturas diferentes ao toque, superfícies reflexivas e brilhantes, madeiras e objetos trabalhados, com cores como o dourado e o preto, que visam expressar sumptuosidade. O resultado final desta paleta de materiais visa criar uma pintura renascentista com pigmentos contemporâneos. Nos espaços de serviço, instalações sanitárias e de duche, a abordagem é mais minimalista e moderna, tendo no entanto um uso cuidado da mesma paleta de cores complementada com certos detalhes distintivos, como a criação de painéis de exemplares únicos de azulejos industriais, ou inscrições de citações de poetas portugueses. Desta forma, pretende-se abraçar conceitos que na nossa interpretação devem ser complementares, a modernidade e a tradição, a exclusividade e popularidade.

Esta estratégia foi replicada em ambos os vestiários masculinos e femininos, alterando porém o tema da cor em pequenos detalhes que ajudam claramente a identificar e personalizar estas duas áreas: cor púrpura para as mulheres e laranja vibrante para os homens.

Em última análise, esta intervenção tem por objetivo criar um espaço que promova sentimentos e reações aos seus utilizadores, um ambiente ao qual ninguém irá ficar indiferente, em suma pretende surpreender e deslumbrar, mas também oferecer um espaço de relaxe e bem-estar.

Share
more info / saiba mais 
category / categoria: